terça-feira, 13 de setembro de 2011

7 meses (e meio) e o primeiro susto (Que dó)

Dentes nascidos, Diogo começou a comer comidinhas sólidas. Sim: arroz (triturado), pedacinhos de legumes (bem miudos e cozidos) e carninha desfiada. Ele amou.

Ofereci, numa tentativa desesperada de fazer com quem seu intestino funcionasse sozinho, ameixa preta. O cara devorou!

A cara feliz (e lambuzada)!!!!!

Também comeu gema de ovo cozida picadinha na comidinha. Adorou.

Aí, dia desses fomos à feira, e dei um gominho de mexerica p/ ele provar. Adorou e queria mais. Em casa, comeu meia. Uhuuuu!!! Progresso com as frutas, que, até então, eram entuchadas goela abaixo como sobremesa – para aproveitar o apetite aberto com a comida do almoço.

Em casa, tentei com a melancia. Achei que ele só ia sugar o suco (eu AMO melancia, pensei: ele tb tem que gostar, comi tanta na gravidez)… e daí ele não sugou nada, mordeu! Apertou com a língua no céu da boca, mastigou com as gengivas, e aí engoliu os pedacinhos!!! Fiquei tão feliz!!!

Hoje de manhã ele comeu manga feliz da vida!!! E hoje foi dia de peixe. Primeira vez. E ele comeu bem, como todas as comidas salgadas.

DSC_9711b

No começo, o prato era assim, mas tive de triturar tudo junto, que ele não tava curtindo sentir os sabores e texturas muito separados (e o arroz estava muito grande, os talinhos de verdura estavam firmes).

De noite, fomos jantar e ele pediu comida. Dei purê de mandioquinha com batata e ele comeu um montão. Dei água, e ele (milagrosamente) bebeu. Deu mexerica, e ele comeu dois gomos.

Depois de jantar, cansados (estou fazendo CFC-A para tirar habilitação – sem comentários, por favor), estávamos os dois no sofá. Ele, deitado de barriga p/ baixo brincando e eu sentada ao lado p/ evitar que ele rolasse e caísse. A mesa do notebook, encostada no sofá. Eis que aconteceu o susto. A cabecinha pesada contra a quina da mesa. Veio um furinho fundo e escuro. Depois o choro sem ar. Eu pedindo gelo pro marido, e ele não conseguindo me trouxe uma garrafa de vinho gelada. Pedi que ele segurasse o filho para eu pegar o gelo, e ele desatou a chorar. Pausa: Alguém me explica de onde vem essa insegurança do meu marido, por favor? Ainda bem que alguém nessa casa é capaz de costurar o próprio dedo em caso de necessidade, viu? Putisgrila. Despausa. Quando coloquei o gelo na testinha do Diogo, o pontinho roxo já ia ficando vermelho. Vendo o desespero do marido, perguntei se ele queria ir ao Pronto Socorro – e já adiantei que aquilo não era nada, e não era a última vez que veríamos nosso filho com a testa arrebentada (nossa, que drama, né?).

Diogo se acalmou, o furo inchou como uma picada de borrachudo, e agora está bem, dormindo em seu horário habitual. Observei se não ficava sonolento de forma estranha, ofereci água (que ele bebeu) e dei uma dose de paracetamol para a dor não atrapalhar seu soninho. Mas já percebi que passaremos a noite juntinhos.

DSC_9716b

Dormindo de olhos abertos, a prova do crime.

Passado o susto, estamos todos vivos. rs

Bom, vamos aos dados dos 7 meses:

Dia 5 foi dia de pediatra. Diogo cresceu 1cm (66cm) e ganhou quase meio quilo (7,345Kg). Já a cabeça cresceu 3 cm. Tá ficando inteligente!!!!

Senta sem apoio por muito tempo, e quando cai a gente comemora e ele ri.

Aliás, rir é sua especialidade. Adoro ver meu filho rir. Quem não adora.

Diogo continua sendo o melhor bebê do mundo fora de casa, e o mais malinha quando se entedia. E isso acontece a cada 15 minutos. Haja paciência.

“Fala” sons complexos, formados por duas ou mais consoantes e uma ou duas vogais. Exemplos: blue (não com som da palavra em inglês, lê como escreve); bliu bliu bliu, bla bla ble bli (bl sempre com a língua fora da boca, morro de rir), dla, dle, dli, dai dai dai dei dei (às vezes com uns 3 dedos dentro da boca) e os agus estão ficando raros. Os sons mais legais são os nnnnnndá nnnnbê nnnnnngu.

Quando a comida é muito líquida, ou tem muito líquido entre os pedacinhos, ele tenta mastigas, mas cospe e faz pffffffffff. Quando toma as vitaminas receitadas pela doutora, cospe de propósito fazendo pvrvrvrvrvrvrvrvr.

Hoje tomou água, curtiu mais a laranja pêra do rio que a serra d’água (ou lima) e já faz cara de que quer comer as coisas que a gente come – e eu não dou; não acho certo dar tudo que comemos para um bebê, pois vicia. E se for uma fritura ou algo apimentado? Não não não. Só come o que eu deixar.

Tá aprendendo a interagir com os brinquedos e já entende de causa-efeito. Sabe que se puxar a alavanca, o boneco toca música, e que se bater a mão o rolo gira. Sabe mais ainda que se jogar algo no chão, a mãe dá bronca mas pega. De qualquer forma, se a mãe falar: “não jooooga”, ele bota o brinquedo de volta para cima da mesinha do cadeirão.

Aprendeu a fazer os movimentos de sim e não com a cabeça. Parece que está começando a relacionar com seus significados. Esses dias eu falei não, e ele fez cara de safado e fez que sim. E vice-versa. E dá para não rir? Du-vi-do.

Adora rir para movimentos repetitivos. Cabelos balançando são sua piada favorita. Ele ri tanto que tem até soluço.

Bate os brinquedos para fazer barulho e eu sei que isso ainda vai me botar maluca, mas estou tão feliz com as evoluções que mal posso esperar essa loucura chegar.

Esses dias quase ficou em 4 apoios, ontem se colocou de pé na banheira sozinho (ai, q medo) e sempre que pode se segura em mim e fica de pé. A Jana, que me ama muito (um dia eu conto aqui sobre nosso amô), falou que o filho mais velho dela, PP, andou com 7 meses. Acho que ela quer me ver feliz, né? Achei mesmo que ela fosse minha amiga, amora, amada amante, mas não… só me põe pra baixo – pronto, passou o drama, Jana. Tu minhama que eu seeeeieeee – e esse André que não sai da toca, Jesus?

Galinha Pintadinha e Música de Brinquedo continuam sendo santos remédios para o stress do gatinho, mas eu não acho ruim. Aliás, acho até bom, porque me dá um tempo para fazer algumas coisas que não consigo quase nunca.

Já faço as unhas todas as semanas desde maio, fui ao salão e fiz luzes, e agora só falta ter uma graninha para fazer uma progressiva! Smiley piscando Aí eu fico linda de vez! hahahaa

É isso galera… logo virei com assuntos polêmicos (outros nem tanto) e com conversas de mamães – e não só sobre o Diogo.

Beijos

Um comentário:

  1. Tadinho! imagino seu susto!! Ainda bem que está tudo bem!!
    Bjaaoo
    MaH

    ResponderExcluir